Em Busca da Felicidade...

terça-feira, 9 de agosto de 2011

A decisão!

Bom, vou iniciar as minhas postagens explicando o porque dessa decisão.


Eu, por muito tempo, relutei em realizar qualquer tipo de cirurgia para emagrecer. Achava que era incompetencia total pessoal de quem fazia. Fora as vezes que trabalhando em CTI encontrava pessoas que realizaram e estavam ali por carência nutricional, muito doentes e por algumas vezes morrendo. Eu pensava que aquilo era completa loucura. Que só faria isso caso eu tivesse alguma doença séria de saúde, ou seja, ou operava ou morria. Esse nunca foi meu caso! Pelo menos eu achava. *rs


Eu estava vivendo normalmente tentando várias vezes emagrecer com dietas milagrosas, remédios, nutricionistas e etc. E via que meu final sempre eram 3 ou 5 Kg a mais. Até que cheguei finalmente na casa dos 100 Kg. Ficava triste, chorava, não comprava roupas mas pensava: Não farei nenhuma cirugia pois não quero viver a base de remédios. Até porque já tenho talassemia (um tipo de anemia que não tem cura) e achava extrema loucura tomar esse tipo de decisão. Ah! E não sou hipertensa e nem tenho diabetes, ou seja, pra que realizar esse tipo de procedimento tão invasivo?


Bem, o tempo foi passando e meu peso só aumentando... Não só meu peso, dessa vez meu fígado resolveu ficar gigantesco. É a chamada esteatose hepática. Pensava que era besteira mas a casa ultrassonografia ele estava lá, gorduroso. Levei várias broncas da minha gastro mas cadê que conseguia emagrecer? Quando conseguia era coisa de 1 Kg e logo na próxima ele estava de volta, um horror!


Até que lendo várias entrevistas de pessoas que tomaram a decisão de realizar esse procedimento cirurgico decidi não ser tão rígida e investigar sobre as várias técnicas cirúrgicas que existem. Eu tinha que abrir meu leque de tratamento e sendo uma pessoa da área da saúde não poderia ser ter radical, até porque as técnicas evoluem e com certeza já deveria existir alguma para meu caso.


Foi aí que lembrei de meus queridíssimos Dr. Aurélio Bottino e Dra. Marcela Bottino que a 2 anos atrás cuidaram da minha pancreatite aguda e realizaram minha colecistectomia (retirada da vesícula) e já, na época, realizavam cirurgias de obesidade mórbida. Na época, a Dra. Marcela já tinha me alertado sobre meu fígado e minha principal recomendação pós-cirúrgica que era EMAGRECER! Não perdi tempo e início de maio de 2011 marquei minha consulta com o Dr. Bottino. Em seu consultório fiquei horrorizada em saber que chegava em 105,5 Kg e que tinha total indicação pra realizar a cirurgia. Mas e agora? Qual técnica? Fiquei feliz em saber sobre a técnica Sleeve ou Gastrectomia Vertical que não faz o by pass e com isso não passaria por dumpings e nem afetava minha parte nutricional (principalmente por conta da minha talassemia). Fiquei praticamente 1 hora no seu consultório conversando e finalmente decidi que faria a cirurgia.


Comecei a fazer todos os exames, passar por psicóloga, endocrinologista, nutricionista e com todos os exames finalmente marcar a data. Ah! Mas é claro, esperar o convênio autorizar o material e hospital (pois a equipe cirurgica seria particular pois ele não é credenciado pelo meu convênio). Mas é aquilo! É a minha vida e só faria se fosse com um médico que confiaria e muito!


Tudo autorizado chegou a hora de marcar. Queria aproveitar minhas férias do trabalho mas tinha que ser depois da minha viagem que já estava marcada a muito tempo. Então marcamos: 29 de julho de 2011, praticamente uma semana após eu voltar de viagem!


Dia 26 de julho estive no consultório médico e descobri que na viagem tinha eliminado 1 Kg, então estaria pesando 104,5 Kg. Um dia anterior já comecei nos líquidos e dia 29 de julho de 2011 estava me internando no hospital Pasteur para realizar o procedimento cirúrgico. Falei com as anestesistas e quando estava na sala de cirurgia aguardando, aparece a Dra. Marcela surpresa e com "raiva" que não tinha avisado que era eu a "mocinha" a realizar a cirurgia naquele momento. Enfim, apaguei com a anestesia e só acordei com o pessoal falando: "Amanda, já acabou! Correu tudo bem!".


E é isso pessoal... Fui para o CTI, mas isso já é assunto para uma nova postagem... *rs


Agora vou cuidar da minha alimentação... Afinal, toda hora tem copinho pra beber! *rs


Bjitosss


Amanda - Miss Pudim


(09/08/2011)


4 comentários:

Anônimo disse...

Amanda, te desejo muito sucesso nessa nova etapa! E acho q o segredo é esse mesmo: não desistir nunca, apesar das aversidades!

Parabéns e boa sorte!

Karina Gama.

samysam disse...

Oi Amanda. Obrigada pela visitinha no meu blog. Que bom que vc encontrou um procedimento que se encaixasse com a sua necessidade. Tudo vai ser melhor daqui pra frente. Por mais difícil que seja, não se compara a uma vida de obesidade com dietas frustradas. E o melhor são os resultados imediatos. Parabéns pela decisão.
Temos uma coisa em comum. Tb me operei com meu cirurgião que retirou minha vesícula.
Vou estar sempre por aqui viu. Se precisar é só chamar.
Tenho uma amiga que tb é sleevada. Se der faz uma visitinha no blog dela: http://fizsleeve.blogspot.com/
Falei dmais...rsrsrs
Bjus e seja bem vinda de volta. ^^

Eliana disse...

Oi querida, tudo bom ?

Sua cirurgia é bem recente... como vc está ? E a dieta liquida, enfrentando bem ? Achei a parte dessa dieta liquida o pior de tudo da cirurgia... depois disso é só alegria :)

Bjos

Anônimo disse...

Oi lindona...um caminho e suas escolhas. fomos nele. eu estou exultante..feliz da vida e tenha certeza de que vc conseguirá..o início é pessimo sim, mas aos poucos se resolve e a dieta melhora muiiiiito!

vamos então? seja bem vinda, estou com 8 meses de operada 31kgs a menos e toda gata..sem pelancas, sem cirurgia lástica em mente e frequentadora de academia! beijokas e qq coisa grita lá hein?

Ninha
www.cincosegredos.blogspot.com